quinta-feira, 5 de março de 2009

A brutalidade nas prisões russas...


O Tribunal Europeu de Direitos Humanos condenou hoje a Rússia pelas condições de detenção e aglomeração nas prisões, ao confinar 38 presos numa cela de 36 metros quadrados, na qual precisavam de se revezar para dormir.


Na sentença, o Tribunal de Estrasburgo confirmou a versão do denunciante, um antigo agente da polícia fiscal que cumpre pena de 12 anos de prisão. Os juízes consideraram que a falta de resposta das autoridades russas às solicitações de informação sobre as condições de detenção confirma as denúncias de Pavel Bitchkov, que esteve em duas prisões, entre Junho de 2000 e Setembro de 2003, antes de ser transferido para uma colónia penitenciária para cumprir a pena. Bitchkov disse que passou alguns períodos em celas com sérios problemas de aglomeração e apresentou versões coincidentes de outras pessoas que consigo tinham estado presas. O tribunal queixou-se de que o Governo russo «não comunicou qualquer informação sobre a superfície das celas nem deu informações suficientes sobre o número de detidos durante este período» e lembrou a sua jurisprudência a respeito.


Créditos:robertamster


Fonte:
Diário Digital

1 Comentários =):

Microbio disse...

che, que bueno que hablen de esos temas.. no se, yo consigo bastante informacion de diferentes organizaciones, todo autonomo, sobre todas estas cosas, y sobre la cuestion de las carceles en latinoamerica tambien, bah digo, por si les sirve.
tambien dejo el blog del colectivo 1º de marzo, de aca de santa rosa donde resistimos y luchamos, ke se yo, por ahi a alguien le interesa: colectivo1marzo.blogspot.com
arriba l@s ke luchan!
un beso